Doenças vasculares

VARIZES

São veias superficiais dilatadas e tortuosas que aparecem nas pernas.
Mais comuns em mulheres, podendo aparecer em todas as idades.
Podem determinar alterações significativas na circulação venosa e sintomas como: veias visíveis e distorcidas, dores nas pernas, pernas cansadas e pesadas, sensação de inchaço e queimação ao fim do dia.
Podem causar complicações como formação de coágulos (flebites), feridas nas pernas, manchas escurecidas e sangramentos.

TROMBOSE VENOSA

É a formação de um coágulo sanguíneo localizado em qualquer veia do corpo, sendo mais frequente nas pernas.
Mais comum a partir dos 40 anos de idade e no sexo feminino.
Pode causar complicações graves como embolia pulmonar (morte), inchaço crônico nas pernas, varizes, feridas nas pernas.
Alguns fatores de risco: Imobilidade por longos períodos (viagens longas), Obesidade, Gravidez, Uso de anticoncepcionais orais, Procedimentos cirúrgicos, Fatores genéticos.

DOENÇA ARTERIAL OBSTRUTIVA

É a dificuldade de passagem do sangue devido a placas de gordura e cálcio na parede das artérias. Pode levar a complicações graves como gangrena e amputação dos membros inferiores.
São fatores de risco: Hipertensão arterial, Diabetes Mellitus, colesterol elevado, tabagismo.
Causam sintomas como dor na perna ao caminhar, atrofia muscular, feridas de difícil cicatrização, necrose e gangrena dos dedos.

PÉ DIABÉTICO

Uma complicação do Diabetes mal controlado, normalmente responsável pela perda de sensibilidade dos pés.
São sinais e sintomas: presença de calosidades, sensação de dormência dos pés e perda e sensibilidade, úlceras e feridas de difícil cicatrização, podendo até levar a amputações.

ANEURISMAS

Dilatações degenerativas da parede de alguma artéria, podendo causar ruptura ou oclusão.
Mais comum em homens e a partir dos 65 anos, e geralmente ocorre na aorta abdominal (maior artéria do corpo).
Tem como fatores de rico tabagismo, hipertensão arterial, sedentarismo, e fatores genéticos.
Normalmente uma doença silenciosa, que se não diagnosticada em tempo aumenta o risco de morte.